Anuncie conosco

Anuncie conosco

[Resenha] Uma Vida para Sempre

Olá pessoal, vamos de Resenha!


Uma vida para sempre



Autor(a): Simone Taietti
ISBN-13: 9788542803556
Ano: 2014
Páginas: 347
Editora: Novo Século
Sinopse: 

Ethel diz estar morrendo. Contudo, não afirma isso apenas em razão de sua doença. Talvez a única certeza de nossa existência seja a morte, o fato de que ela chega para todos. Mas nem por isso deixa de ser a maior incógnita da vida.
Em um hospital, em meio à dor das histórias dos pacientes, Ethel encontrou amigos. Entre passeios em cemitérios, frequentando velórios e enterros de estranhos, ela tenta preparar a si e aqueles que ama, para o que parece estar ali tão próximo, o fim. Entretanto, não esperava enfrentar algumas surpresas que a fizessem duvidar de tal preparação.
As estatísticas ruins, a inexorável passagem do tempo. Onde reside a lógica disso que nos arranca pedaços, da súbita inexistência do que outrora era vívido e pulsante? Um corpo que jaz. Palavras que se perdem. A finitude de tudo o que é tão belo talvez seja a maior dor do mundo.
Uma vida para sempre é um compilado de desejos, pensamentos e dias.
Quanto dura o para sempre?
Ethel descobriu.


Sabe aquele tipo de história que chega de mansinho, abrindo espaço aos poucos no coração? Sabe aquele tipo de personagem que você passa o resto da vida admirando? Sabe aquele tipo de história que te faz refletir sobre a vida? Uma Vida para Sempre é exatamente tudo isso!

A personagem principal Ethel já começa com uma narrativa pouco comum, como entradas em um diário nós acompanhamos a história da protagonista, adotada, perdeu o pai aos 8 anos, Ethel mora com a mãe que é super, super, super protetora. Além disso Ethel tem CIPA ( Insensibilidade congênita à dor com Anidrose), eu confesso que a principio por não ter conhecimento da doença, pense "imagina não sentir dor", mas nem é simples assim, o nosso corpo tem reação à dor, o que nos possibilita tratar queimaduras, fraturas e qualquer tipo de "anormalidade" que ocorra conosco, e quando esse "alerta" não funciona é impossível saber se algo vai bem ou não, logo a vida de Ethel se resume a muitas idas ao hospital para fazer check-ups. Daí você me pergunta se essa história é sobre mais um personagem com alguma doença, né? Longe disso!

Uma Vida para Sempre não vai focar na doença da protagonista, mesmo permeando toda a narrativa, aos 17 anos, tudo que a garota quer é viver, ter uma vida normal, sair e conhecer pessoa, e driblar sua mãe super protetora! Inclusive a relação de mãe e filha é muito explorada na história, por exemplo a mãe nunca contou detalhes da CIPA para a filha, somente quando Ethel consegue acesso à Internet é que a menina descobre várias coisas importantes, inclusive que a expectativa de vida de pessoas com essa doença alcança normalmente os 20 anos.

Ethel tem uma paixão sobre a morte, sobre a delicadeza da vida, ela está doente sim, ela sabe disso, mas a personagem nos lembra constantemente que qualquer pessoa pode morrer a qualquer momento por qualquer motivo, não precisa estar com uma doença rara e incurável!
Uma das grandes sacadas dessa história é o constante embate da personagem e das pessoas em volta e a "expectativa" do que é a morte de fato. Não é mais perigoso para uns que para outros, a questão é que todos correm riscos, viver é perigoso e é preciso viver acima de qualquer coisa, viver!

"Há alguém morrendo enquanto escrevo esta palavra e há outro morrendo agora, enquanto você respira ou vira uma página. E isso é estranho, insano e ridículo. Mas é o que acontece e ninguém pode mudar essa realidade."

Essa história pode lembrar sim outros livros do gênero principalmente o famosinho ACEDE, mas não se engane, essa história é sobre muito mais do que pessoas doentes. A protagonista é incrível, sarcástica, realista, amante de Literatura, foi impossível não me apaixonar por ela, e torcer por ela.


"A Ethel é especial sim, como você havia me falado, mas não por ser portadora de uma anomalia. Ethel é especial sem precisar de justificativa para isso. Ela simplesmente é especial."

A escrita da autora é muito poética, profunda, não espere um livro raso. Simone brinca com as palavras, eu bebi cada palavra e me afoguei em sua narrativa com o passar das páginas, derramei lágrimas e distribui sorrisos, e sem dúvida é uma história que me emocionou demais.





 A maior parte do livro é narrado por Ethel mas em alguns momentos conheceremos mais sobre o íntimo de outros personagens. Há romance e muitas vivências. Leitura maravilhosa e mais que recomendada.

Um livro delicado como esse não poderia ter uma diagramação e revisão mais adequadas, mais uma vez a Editora fez um ótimo trabalho. A capa é ainda mais bonita pessoalmente.
Vou parar por aqui pois já falei demais, apenas leiam, leiam esse livro!




Gostaria de agradecer a autora pela oportunidade, sua obra é incrível e gostaria que muitas outras pessoas tivessem a oportunidade de fazer essa leitura!






XoXo!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.