Anuncie conosco

Anuncie conosco

Resenha | A Menina Submersa

Vamos de Resenha?!


A Menina Submersa


Autor(a): Caitlín R. Kiernan
Editora: DarkSide® Books
ISBN: 9788566636253
Ano: 2014
Páginas: 320
Tradutor: Carolina Caires Coelho, Ana Resende
Avaliação: 5/5
Sinopse:
'A Menina Submersa - Memórias' é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do 'real' sobre o 'verdadeiro' e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma 'obra-prima do terror' da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013. A autora se aproxima de grandes nomes como Edgar Allan Poe e HP Lovecraft, que enxergaram o terror em um universo simples e trivial - na rua ao lado ou nas plácidas águas escuras do rio que passa perto de casa -, e sabem que o medo real nos habita. O romance evoca também as obras de Lewis Carrol, Emily Dickinson e a Ofélia, de Hamlet, clássica peça de Shakespeare, além de referências diretas a artistas mulheres que deram um fim trágico à sua existência, como a escritora Virginia Woolf.

Essa é sem dúvida a Resenha mais difícil de se fazer, de todos os tempos, de todos os livros que já li. Não só pelo fato de ter amado essa obra em toda sua plenitude, mas também pela sua densidade, pela sua carga emocional, pelo seu efeito em mim, por esses e muitos outros motivos.

Imp, a narradora do livro, vai nos contar sua história, aliás o enredo começa com a protagonista escrevendo uma história sobre fantasmas, fantasmas esses que podem tanto vir com uma roupagem pálida e tradicional, quanto disfarçados de Sereias e Lobos. A partir daí temos uma enxurrada de palavras, às vezes repletas de sentido, outras nem tanto, por final tudo se encaixa nos levando a conhecer um enredo, sensacional!



Imp, sofre de esquizofrenia, a qual herdou da mãe, que herdou da mãe dela, e ambas não acabaram muito bem, logo, cedo demais, Imp decidiu procurar ajuda e se cuidar para não acabar cometendo alguns dos atos que suas antecessoras cometeram. Sua doença deixa o leitor numa verdadeira encruzilhada, e por vezes me vi tão confusa quanto a própria personagem, e essa é exatamente a intenção da autora. Nos fazer sentir na pele da personagem. Cheia de peculiaridades Imp, me conquistou logo de início até seu falatório que tende a divagar muito me conquistou logo de início.

 Para alguns as primeiras 100 páginas podem ser lentas, confusas, massantes até, mas a autora, Imp, tem um motivo para tal, precisamos conhecer suas histórias, seus fantasmas, seus pensamentos mais íntimos, para enfim sermos apresentados ao principal da história. Em dado momento a personagem, faz um apelo para não desistirmos ainda, ela está quase lá.



Um suspense de dar calafrios na espinha pela sua densidade, muito, muito recomendado. A maneira como vamos desvendando a personagem e o caminho para o qual somos levados, faz jus ao burburinho que ocorreu no seu lançamento.
Sem falar em tantas outras peculiaridades que permeiam a história, como por exemplo mitos envolvendo sereias, um quadro intitulado A Menina Submersa, Chapeuzinho Vermelho, a Floresta do suicídio no Japão, além das várias citações à obras literárias.

Não quero contar para vocês nada além do que já mencionei, a alma do livro deve ser desvendada, bem como, todo ele. Só lhes faço um aviso, prestem atenção nesse nome, Eva Canning. E boa leitura.

A edição da Editora Darkside como sempre, está um arraso, simplesmente amei esse tom de rosa, em meio aos elementos Obscuros da capa. E esses insetos, também tem todo um contesto por trás do enredo. Excelente trabalho, os livros dessa Editora valem cada centavo.



"Vou escrever uma história de fantasmas agora", ela datilografou.

"Esta é a história de India Morgan Phelps. Não se assuste: é um livro dentro de um livro, e a incoerência uma isca para uma viagem mais profunda."


Para mais informações acessem:





XoXo!

2 comentários:

  1. parece um livro interessante, eu gosto desses livros que envolvem mitologia e ou gente com esquizofrenia (parece estranho dizer isso, mas a historia fica mais interessante), obrigada por me apresentar esse livro, com certeza já entrou pra minha lista de proximas leituras :)

    tipoassimdani.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oiii, o livro é bem legal. Até gosto de sereias e tal, mas o gênero me agrada muito. Ótima resenha, abraço! www.likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.