Anuncie conosco

Anuncie conosco

{Resenha} Divergente

Sei que muitos já leram, ou já ouviram falar desse livro, mas eu simplesmente preciso registrar o que achei!!


Divergente




Autor(a): Veronica Roth
Editora: Rocco
ISBN: 9788579801310
Ano: 2012
Páginas: 502
Avaliação:4,5/5
Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.
E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Como eu já comentei aqui antes, eu estava super com o pé atrás de ler todas essa distopias que todo mundo andava comentando e com Divergente não foi diferente. Após ter lido o livro Adormecida (resenha aqui ), isso mudou e fiquei sedenta por mais enredos desse gênero.
Então resolvi embarcar na distopia de Veronica Roth principalmente por saber que será adaptada.

"Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição. Em uma cidade de Chicago no futuro a população é divida assim. A família de Beatrice é da Abnegação."
E é assim que descobrimos o mundo que a autora criou, no dia da cerimônia de iniciação de Beatrice seu teste da inconclusivo, a menina então descobre que é Divergente, no entanto várias dúvidas surgem pois ela nunca ouviu falar disso, Beatrice é orientada a não contar à ninguém seu resultado, ser Divergente é perigoso.
Beatrice então escolhe deixar sua antiga facção Abnegação, e iniciar na Audácia.
Os testes de iniciação são cruéis nesta facção e agora Tris tem que acima de tudo sobreviver a cada teste e não deixar que ninguém descubra seu segredo.
Li Divergente muito rápido, a história flui de uma maneira surpreendente, no entanto com acontecimentos secundários, enquanto a questão mais relevante, que é a Divergência da Tris se arrasta durante boa parte da leitura. Os personagens secundários são bem caracterizados, confesso que fiquei com muita repulsa de alguns deles, essa foi uma leitura que me encheu de sentimentos, raiva, medo, angustia, foi definitivamente uma leitura que me transportou para outro lugar, eu me vi torcendo demais pela personagem principal.
Quanto ao romance, achei que demorou para engatar e até forçou um pouquinho quando finalmente engrenou. 
Estou muito ansiosa pela continuação, não pela maneira que a história terminou, mas pelas pontas soltas, qual será o destino que a autora vai dar para a situação que ela criou, o final propriamente dito não me deixou desesperada pela continuação, isso me desapontou um pouquinho, espero surtar com o final de Insurgente!
 Achei incrível o mundo que a autora criou, as facções, a corrupção que existe por lá também... ao que parece o ser humano dá um jeito de estragar tudo seja lá em que sociedade esteja vivendo...enfim!
Recomendo muito essa leitura, em breve pretendo ler Jogos Vorazes e conferir também se é isso tudo que dizem por aí!

Um comentário:

  1. Pretendo começar esse livro hoje! *-*
    O que desanima é ler ebook :(

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.